Archive for novembro, 2010

Não gosta de feijão? Substitua sem prejudicar a dieta

O cheirinho dele é tipicamente brasileiro: quem vai embora do País relata que, nos momentos de saudade, o sabor do feijão faz falta. Há até quem sonhe com o vapor saindo da panela de pressão e tomando conta da casa, num aroma de abrir o apetite. Mas, para muita gente, incluir os grãos na dieta é um suplício.

“Deixar de comer feijão não é um problema desde que ele seja substituído por outros alimentos da família das leguminosas”, afirma a nutricionista Alessandra Gagliardi, da rede Natural da Terra. Lentilha, vagem, ervilha, soja e grão-de-bico são opções para variar o cardápio sem perder nutrientes como proteínas, ferro, cálcio, magnésio, zinco, vitaminas (principalmente do complexo B), carboidratos e fibras. Basta uma porção diária da sua favorita.

Feijão- Getty Image

Trocar os grãos pelo caldo também não é e todo o um mau negócio. Isso porque a água em que o feijão foi cozido concentra parte das vitaminas que são liberadas durante o cozimento, além de altos teores de fósforo, potássio, magnésio e enxofre. Saborear o caldo ainda é uma boa idéia para quem gosta de um jantar reforçado, porém a casca do feijão é que mantém os nutrientes.

“Devido à alta quantidade de fibras que o feijão fornece, há quem sinta um desconforto abdominal ao incluir o grão nas refeições próximas à hora de dormir”, afirma a nutricionista Renata Campos, da consultoria Essencial Light. Segundo ela, o feijão também deve ser evitado à noite se você deseja emagrecer. A alternativa para quem deseja perder peso é o chamado feijão verde, típico do Nordeste. Ele tem menos proteínas e também menos calorias do que o mulatinho e o preto, mais tradicionais nas outras regiões do País.

Mas essa mesma quantidade de fibras tem muitos efeitos positivos para a saúde. “Há diminuição do risco de doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes e colesterol e, pela presença do ferro, o consumo de feijão ainda pode ajudar na prevenção e tratamento da anemia. Além disso, ele é constituído por substâncias antioxidantes, que previnem diversas doenças como o câncer e retardam o envelhecimento”, afirma a nutricionista da consultoria Essencial Light. A proteína do feijão é de origem vegetal e, por isso, é bastante recomendada na dieta vegetariana em substituição às carnes.

E nos países onde não há feijão?

O feijão é substituído, na África Ocidental e na Índia, por uma leguminosa chamada guandu. Soja e lentilha são outras substituições comuns na Ásia. Já os outros países da América do Sul e o México preferem enriquecer a dieta com grão-de-bico (também bastante consumido na Espanha e em Portugal).

ORIGEM: http://msn.minhavida.com.br

Cuidado, beijo pode causar alergia!


Pessoas alérgicas precisam estar atentas não apenas ao que comem, mas também ao que seus parceiros. Um alerta do American College of Allergy, Asthma and Immunology explica que quem sofre  com alergias a alimentos pode ter problemas só de beijar alguém que consumiu o que lhe causa alergia.

E escovar os dentes ou esperar algumas horas às vezes não surte efeito. Sami Bahna, presidente da instituição, explica que o sistema imunológico da pessoa que é muito alérgica reage de maneira severa, mesmo se exposta apenas a pequenas quantidades do alimento causador de alergia.

É claro que essas constatações se referem a pessoas com alto grau de sensibilidade a alergias. E em geral é possível contornar o problema observando a alimentação do outro. Mas se houver dúvidas, pergunte!

ORIGEM: http://saude.terra.com.br/